NEWSLETTER [ON]TEM

15/02/2022

Telegram bane canais divulgadores de desinformação

Ops! Algo deu errado. Tente mudar de navegador e inserir seu e-mail novamente.

Telegram derruba mais de 60 canais de desinformação na Alemanha. Os bloqueios ocorreram após pressão das autoridades alemães. Entre os canais banidos estão os grandes teóricos da conspiração do país. [DW]

Grupo de direitos humanos vai a tribunal para conseguir que governo nigeriano divulgue acordo com o Twitter. A plataforma, que ficou bloqueada no país por 6 meses, após remover tweet do presidente Muhammadu Buhari, chegou a um acordo com o governo Nigeriano. Militantes dos direitos humanos, no entanto, querem acesso ao acordo feito pelas partes como forma de garantir que direitos não estejam sendo violados. [Reuters]

Meta é processada por usar reconhecimento facial no Facebook. O governo do Texas decidiu abrir ação contra a empresa por violar leis estaduais de coleta de dados biométricos. A alegação é de que a plataforma coletou esses dados secretamente, apesar de a empresa sempre fazer propaganda do recurso. [Protocol]  

Meta e Firefox trabalham juntas em nova tecnologia para anúncios. O objetivo é garantir que o público não seja rastreado, mesmo no direcionamento de publicidade. [Tecmundo]

Golpistas arrecadaram US$ 139 milhões em criptomoedas no ano passado. Os golpistas, geralmente, criam perfis falsos nas mídias sociais usando fotos tiradas da Internet e, em seguida, enganam as vítimas para que enviem dinheiro. As vítimas dos golpes perderam mais em criptomoedas do que em qualquer outra forma de ativo financeiro. [Folha]

Pela primeira vez, NFTs são apreendidos pelas autoridades fiscais do Reino Unido. A apreensão inédita é uma resposta ao uso de criptoativos como forma de lavagem de dinheiro. [The Verge]


Newsletter diária com as principais notícias do dia anterior sobre tecnologia e sociedade. Enviada toda manhã, de segunda à sexta.