NEWSLETTER [ON]TEM

08/03/2022

Rússia considera legalizar a pirataria de software

Ops! Algo deu errado. Tente mudar de navegador e inserir seu e-mail novamente.

Rússia considera legalizar a pirataria de software. A Medida busca contornar as sanções de empresas estrangeiras de tecnologia, que deixaram de servir atualizações para seus softwares. A legislação russa já permite que patentes sejam violadas em casos de emergência nacional, mas a medida ainda não foi utilizada, por enquanto. [Ars Technica]  


Ativistas usam anúncios para burlar a censura russa. Os ativistas usam sites que ainda não foram censurados para divulgar notícias sobre o conflito com a Ucrânia. Google Maps, Apple Maps e Yandex Maps são alguns dos sites escolhidos, os usuários utilizam a caixa de comentários de estabelecimentos comerciais  para a divulgação de links e textos. [Gizmodo]    


TikTok e Netflix restringem serviços na Rússia. O TikTok impôs restrições a alguns dos seus serviços, já a Netflix suspendeu totalmente o streaming. As BigTechs se uniram à imensa lista de empresas que estão se retirando do país. [The Guardian]


Samsung sofre ciberataque. Os hackers conseguiram acessar dados internos da companhia, incluindo o código-fonte de aparelhos da linha Galaxy. O grupo responsável pelo ataque é o mesmo responsável pela invasão ao ConecteSUS. [Tecnoblog]


Ucrânia utiliza o Twitter para negociar com grandes empresas de tecnologia. Mykhailo Fedorov, vice-primeiro-ministro da Transformação Digital da Ucrânia, quer que as empresas de tecnologia cortem os laços com a Rússia. Para isso está utilizando as mídias sociais para pressionar as BigTechs. [Protocol]

Newsletter diária com as principais notícias do dia anterior sobre tecnologia e sociedade. Enviada toda manhã, de segunda à sexta.